Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

terça-feira, junho 27, 2006

Maria de mim!!!!!!

Ó Maria de mim!
Ó Maria vem!
Buiaalene!!!!!
Os tambores
BumBumBum!!!
BumBumBum!!!
Ó Maria vem
Vem ao batuque
Ó MariaMaria!
Batuca comigo
Isso isso!
Ó Maria
Ó MariaMaria!
Ó meus espíritos!
ÓéÓéÓéÓéÓé!!!
Teus seios
Teu ventre
Tuas nádegas
Tuas pernas
NervoqueNervo
Ó jeito de mamba
Ó salto de gazela
Ó vulcão que arrepia
Ó savana minha
Ó ancas que me ancam!
Teu tudo Maria!!!
ÓéÓéÓéÓéÓé!!!
Dança
Dança
Dança
Meu Deus!
Que sede
Que ânsia
Que tortura!!
Ó MariaMaria!!!
Dança
Dança
Dança
Ahhhhhh!!!!
Meu Deus!
Engrenagem
Loucura
Vertigem
Gemido
Suor
FremequeFreme
Batuca Maria!
MexequeMexe
TremequeTreme
Avançaqu’Avança
RecuaqueRecua
SeioqueSeio
AncaqueAnca
NádegaqueNádega
Aiiiiiiiiiii!!!!
Ufffffffff!!!!
Batuca!
Batuca!
Batuca!
Batuca-me
Batucôôôô!!!!!
Issooooooo!!!!
Agora
Agora
Agora
Uã!ã!ã!ã!!!!!!!!
Ohhhhh!!!!
Ohhhhh!!!!
Ohhhhh!!!!
Mamanô!!!!
Mamanôô!!!
Mamanôôô!!!
Kanimambôôôôo!!!
Maria de mim!!!!!!

3 Comments:

  • At terça-feira, junho 27, 2006 7:55:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Absurdamente belo!
    Docemente insinuante.
    Sensual, sem ser apelativo.
    Delicado.
    Verdadeira obra prima.

    Dórica

     
  • At quarta-feira, junho 28, 2006 5:47:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    "Espíritos do rio,tambores mil,chamamento em cio despertam "aquela de ti"...contida no verso,reverso do porvir...eis-me agora,dançando noite...indomado amor!toca tua loucura,sinta-a...pleno frenesi!madrugada em coxas...abrem-se!vem...mata tua sede,tua ânsia...penetre-a,alma deseja,corpo quente,movimento...mexequemexe,geme prazer!tremequetreme,sou tua sou nua...oh!doce ser...oh!doce ter...orgasmos de ti!Kanimambô Poeta de mim!!!

     
  • At domingo, outubro 28, 2007 8:15:00 da tarde, Anonymous Ivone Soares said…

    Doidamente belo de sentir, ouvir, visionar...fantástico poema. Explícito!

     

Enviar um comentário

<< Home