Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

segunda-feira, julho 10, 2006

Destino tornado vida


Náufrago de mim, órfão de ti, eis-me chegado para na tua doce enseada finalmente repousar. E é com a cabeça apoiada nos teus sonhos, é com minhas mãos despindo os teus sentidos polpa a polpa que, sangue por ti bombado, âncora levantada, proa erecta, velas libertas e leves como gazelas da savana eterna, embarco de novo, mas desta vez para dentro de ti, no preciso momento em que, ao meio dos teus seios juvenis como água de lanho, a noite dá à luz a fantasia das coisas totais e os deuses se comprazem com o destino tornado vida na areia desta praia.

3 Comments:

  • At segunda-feira, julho 10, 2006 5:58:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Este poema emociona, viu? Ele é um de seus mais belos poemas.

     
  • At terça-feira, julho 11, 2006 7:33:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Doce Náufrago meu!
    "Vê...areia desta praia,...não só areia está;vê amor meu...deuses fizeram-na esteira,(de girassóis),para meu corpo descarçar-amado corpo teu!...vejo-te mar de expressões,sístole de mim impulsionam-te...teu ser penetra...pensamentos desnudos;...violenta-me com delicadeza...oh!boca sedenta...vem...sou fonte tua-nua!...beija o meu beijo...êxtasia em paixão-sedução-emoção;...dançarei para ti...encantos da minh'alma!...deseja-me!...seja-me!...alcanças o apogeu-supremacia do prazer...do "ti-em-me"!...enquanto navegam estrêlas no espelho das águas!!!"

     
  • At quarta-feira, julho 12, 2006 6:34:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Doce Náufrago meu!
    "Vê...areia desta praia,...não só areia está;vê amor meu...deuses fizeram-na esteira,(de girassóis).para meu corpo descansar-amado corpo teu!...vejo-te mar de expressões,sístole de mim impulsionam-te...teu ser penetra...pensamentos desnudos;...violenta-me com delicadeza...oh!boca sedenta...vem!...sou fonte tua-nua!...beija o meu beijo...êxtasia em paixão-sedução-emoção;...dançarei para ti...encantos da minh'alma!...deseja-me!...seja-me!...alcanças o apogeu-supremacia do prazer...do "ti-em-me!"...enquanto navegam estrêlas no espelho das águas!!!

     

Enviar um comentário

<< Home