Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

segunda-feira, julho 03, 2006

Mulher-vagem-de-mim


Que me importa
se és jovem
velha
magra
gorda
alta
baixa
se o que me importa
é que és bela?

Que me importa
se és negra
amarela
branca
mista
sem cor
se o que me importa
é que te amo?

Que me importa
se és camponesa
operária
estudante
professora
escriturária
urbana
rural
se o o que me importa
é que és mulher
e todas as mulheres
devem ser amadas
totalmente amadas?

Não conheço
raças
idades
critérios de beleza
profissões
apenas te conheço
a ti
mulher-vagem- de-mim
mulher-em-si!

1 Comments:

  • At terça-feira, julho 04, 2006 4:58:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Adorável Poeta!
    Bela visão...ótica que me vês!...na alvura na minha pele,contida está todas as raças...do ser...Mulher!

    No verde azeitona dos meus olhos...extraio unguento...à teus pés,amor meu...poder ser feito...com efeito!

    Tu sabes!...sou tudo!...sou nada!...e,por assim ser...doce ser-Homem!...contigo estou...contigo sou!...onde quer que sejas...estejas...
    vagem-de-ti
    Homem-de-mim!

     

Enviar um comentário

<< Home