Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

sexta-feira, julho 28, 2006

Poemas de amor para ti

Com o título em epígrafe, será lançado em Setembro um livro contendo uma parte significativa dos poemas deste blog.

2 Comments:

  • At sexta-feira, julho 28, 2006 7:46:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Parabéns Poeta...
    Com tua docilidade,sensibilidade e ternura...terás o reconhecimento justo,dos menestreis das palavras,dos cântigos dos cântigos...sucesso eu te desejo...almejo...assim seja...será! "Poemas de amor para ti"........maravilhosa parição!!!

     
  • At terça-feira, agosto 01, 2006 6:41:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    só uma observação:..acima escrevi de forma incorreta...aqui retifico:...
    "dos cânticos dos cânticos"

     

Enviar um comentário

<< Home