Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

quinta-feira, julho 06, 2006

Quando te horizonto


Sou sempre o frémito dos dedos
Quando te horizonto no acontecer
E sinto tudo menos os medos
No doce sonho de te pertencer

4 Comments:

  • At quinta-feira, julho 06, 2006 8:58:00 da tarde, Anonymous Paula Rejane. said…

    És extremamente especial, pois sabe tocar meu coração sem usar as mãos, és capaz de tocar apenas com a mente através de doces poemas.
    Posso chamar de magia poética.

    Obrigada por nos encantar de tal forma.

    bjs.
    "Eu"

     
  • At sexta-feira, julho 07, 2006 7:33:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Meu horizontal Poeta!
    "No fremitar dos teus dedos...das tuas mãos por sobre meu corpo;...horizonta-me homem de mim!
    O acontecer...acontecendo está...e assim,em súplicas e delírios...gemidos e sussuros - febrís carícias!...pertença-me...faça-me tua...nesta nua madrugada...onde exótica sou...estou...em completa ãnsia!"

     
  • At domingo, julho 09, 2006 3:54:00 da tarde, Anonymous Marco A Linhares said…

    "Nas tuas mãos quietas, A vontade de fremitar teus dedos ao meu corpo; mas não aguenta!!! Horizonta-te, óh receptiva!
    Aos mais lindos carinhos súplicado em silencio. Aos delírios, anula os gemidos e sussuros, do pensar febríl e sedento por carícias!...pertencer-te...fazer-me minha... só numa madrugada...onde exótica sou...estou...em completa ãnsia!"

     
  • At domingo, julho 09, 2006 4:07:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Nas tuas mãos quietas, A vontade de fremitar teus dedos ao meu corpo; mas não aguenta!!! Horizonta-te, óh receptiva!
    Aos mais lindos carinhos súplicados em silencio. Aos delírios, anulam os gemidos e sussuros, do pensar febríl e sedento por carícias!...do pertencer...fazer-me assim... só numa madrugada?...onde exótica ...em completa ãnsia! ordenas vem... pra mim"

     

Enviar um comentário

<< Home