Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

quinta-feira, novembro 09, 2006

Mar-te

Nesta vertigem de maré cheia
neste Índico que sorvo nas asas das gaivotas
sou apenas o marinheiro a quem resta mar-te

3 Comments:

  • At sexta-feira, novembro 10, 2006 3:18:00 da manhã, Blogger Aut said…

    Que vontade de ir embora nas asas das gaivotas até o Sol...

     
  • At sexta-feira, novembro 10, 2006 11:29:00 da manhã, Anonymous Diva said…

    Belo...

     
  • At segunda-feira, novembro 13, 2006 4:46:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Querido Poeta Querido,

    Em vertigens de marés
    quisera eu voar em asas de gaivotas
    ir do Atlântico ao Índico
    só mesmo para beijar-te
    mas...sou apenas uma mulher sem asas...
    a quem resta mor-te.
    Ainda assim deixo aqui meu registro
    se voltar...
    se não mais voltar...
    TE AMEI!...TE ADOREI FEITO UM DEUS!
    TE RESPEITEI...E MUITO APRENDI CONTIGO!...OBRIGADA PELOS POEMAS QUE TOMEI PARA MIM...OBRIGADA POR PERMITIR PUBLICAR TÃO SIMPLES ESCRITOS...OBRIGADA POR ME DEIXAR SONHAR.ADORO-TE!!!
    CONTINUAREI ADORANDO-TE, ONDE QUER QUE ME ENCONTRE...
    NESTE...OU EM OUTROS MUNDOS...
    FUI FELIZ...IMENSAMENTE!
    SOU FELIZ...IMENSAMENTE
    NÃO FICA TRISTE...PEÇO-TE!
    SE É CHEGADA A MINHA HORA
    PARTIREI...COM DIGNIDADE E VALENTIA.
    A CORAGEM SEMPRE FOI MINHA COMPANHEIRA...
    CONTINUA ESCREVENDO PARA O MUNDO
    ESPALHA AMOR...SEMENTES DE AMOR
    ESTAREI SEMPRE TE SORRINDO...
    E ATÉ TE ROUBAREI UNS BEIJOS...
    É UMA DAS VANTAGENS DE TORNAR-SE
    FANTASMINHA...
    BEIJO-TE POETA QUERIDO!
    ADEUS...OU ATÉ BREVE...
    NÃO SEI...

     

Enviar um comentário

<< Home