Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

domingo, novembro 12, 2006

Novo livro de poesia

Poemas deste blogue, juntamente com textos do meu Diário de um amante das palavras (vide elo anexo), especialmente os dez diálogos entre Maria e João, farão parte do meu próximo livro de poesia. Não revelo o título por agora.

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home