Diário de um poeta

Aqui, onde os sonhos possuem as madrugadas e seguem em frente no arrepio do destino destes poemas de amor. Fica comigo, porque estou contigo poemando-te. Se por acaso eu não estiver, sabe que sempre estou e te estou. Sou uma vertigem no-em-ti.

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Na gesta desta noite

Com o rigor dos gestos puros
inauguro em ti
esta ânsia erecta
este rio que me sinto
nas margens vulvares
com que me comprimes
na gesta desta noite

(Um dia te falarei
de como o cacimbo ama a noite)

2 Comments:

  • At segunda-feira, dezembro 18, 2006 9:16:00 da tarde, Anonymous Vertigem said…

    Poeta dos meus sonhos,

    Deixo que me adrentes
    Nessa ânsia erecta
    Porque te sinto rio
    Selvagem e desgovernado
    Como em época de cheias no sul
    Comprimo-te na esperança
    De que brotes em mim
    Sementes férteis de prazer
    e de vida
    Que em mim deixes nascer
    o sonho de te ter
    Na gesta desta noite
    Que não quer ser dia
    Neste êxtase de paixão entre
    A vontade e o desejo de ti
    Me faz aguardar serena, o dia
    Em que em teus braços ouvirei
    Um doce relato de como o
    Cacimbo ama a noite
    Espero ansiosa...

     
  • At quarta-feira, dezembro 20, 2006 4:50:00 da manhã, Anonymous Gabi Ninck said…

    Homem,

    Inaugura em mim
    tudo o que quiseres...
    pode ser com gestos impuros
    o filtro da ãnsia instalou-se
    neste nosso querer sem fim
    fazer o que?
    Sabendo eu
    todas tuas gestas
    bem sei do prazer que sinto
    em cada gesto teu
    e o quanto...inda sentirei!

    És...
    não só um Rio
    mas, o manancial
    de todas as minhas sedes
    desejo louco, febre, entrega...
    Dá-me aos poucos...
    Peço-te homem meu
    pois, em se te bebendo
    todo de uma só vez
    mata-me, dilacera-me, dissolvo-me
    neste quente, ardente, complexo
    corpo teu.

    (Nesta madrugada-dia em que te vieres, conta-me dos cacimbos...das noites de amor? delícias, gemidos,sussuros,carícias...deixa que conto eu!)

     

Enviar um comentário

<< Home